Zine Sertões #4

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Seminário de Cooperação e Gestão Cultural

Nos dias 17 e 18 de outubro vai rolar o I Seminário de Cooperação e Gestão Cultural em Montes Claros. Enquanto não sai a programação completa, vocês podem conferir uma small entrevista com a estudante de Artes Visuais (mas não sou artista), Jéssica Luiza de Albuquerque, uma das organizadoras do evento.


Do que se trata, realmente, o seminário de cooperação e gestão cultural?

Jéssica: Bom, o primeiro seminário de cooperação e gestão cultural é resultado do curso de cooperação e gestão cultural: encontros formativos promovido pela DUO informação e cultura. O seminário será um momento destinado à discussão e à proposição de novas idéias sobre a realidade cultural do norte de minas, e discutirá a consolidação da rede de cultura aqui.

Então a idéia do seminário surgiu durante o curso?


Jéssica: Não. O curso já tinha a proposta da produção de um seminário feito pelos alunos. Nós decidimos o tema e trabalhamos na produção.

Qual é a idéia do curso? Tipo, que construções foram feitas durante?

Jéssica: O curso tem como objetivo principal a preparação de gestores culturais e até mesmo a formação, já que contou com excelentes profissionais da área de produção, legislação, planejamento de projetos e reconhecimento cultural. O curso contou com discussões e metodologias inovadores no fazer cultural, como o trabalho em rede, colaboração e articulação.

Foi um ano de curso...


Jéssica: Isso. De março até setembro aconteceram os encontros presenciais e estudo à distância. Agora em outubro é a realização do seminário.

E vocês já têm idéia de como vão colocar em prática tudo o que rolou durante o curso? Claro, sem contar a realização do seminário...

Jéssica: Bom, acredito que agora somos um grupo, antes éramos estudantes, artistas, produtores. Cada um com suas idéias, projetos individuais ou até mesmo com outros grupos. A partir daí, quando nós entramos, nos reconhecemos com os nossos objetivos em comum e começamos a trabalhar e querer as mesmas coisas. Não no sentido de ter os mesmo projetos, mas melhorar as nossas práticas e ajudar uns aos outros. Acredito esse reconhecimento proporcionado pelo curso facilitará a prática de qualquer produção que ocorrer daqui por diante.

E os seus projetos? Alguma coisa em vista?

Jéssica: Eu já pensei sim em um novo projeto! Que ainda não foi compartilhado...

Você acha que a realidade cultural e o interesse das pessoas daqui viabilizam projetos desse tipo?

Jéssica: Sim. Não só a realidade cultural e o interesse das pessoas, mas a diversidade cultural, são pontos importantes para a viabilização desse tipo de projeto principalmente na nossa região. A diversidade cultural norte mineira possibilita o desenvolvimento de muitas ações culturais na nossa região. O curso nos preparou pra isso!

Aqui tem muita gente bacana que rála pra conseguir produzir e criar nessa área, né? Você acha que o que falta é organização? Parcerias, apoio...

Jéssica: Boa pergunta. Falta isso que tivemos agora. Antes de tudo, uma especialização, uma formação. Várias pessoas poderiam estar fazendo esse curso e não estavam lá. Como você, por exemplo!(risos).

Verdade. (risos). O fato é que quando o curso começou, eu estava em uma época meio conturbada. Mas admito que muita gente aqui tem capacidade de fazer coisas sensacionais, e perdem oportunidades únicas. Como eu, por exemplo. (risos).

Jéssica: Uma das coisas mais importante que aprendi durante o curso foi perceber como o desejo é importante nos processos coletivos. Até então, não entendia muito bem e às vezes não continuo entendendo por que não podemos e nem ficamos animados o tempo inteiro.

Acho que é porque muitos de nós temos milhares de coisas pra fazer. A maior parte a gente nem gosta, mas é responsabilidade, e alguém tem que pôr comida na mesa. (risos). Só que essa é uma baita desculpa esfarrapada. Assim como é esfarrapada a desculpa: "é difícil. Ninguém apóia".

Jéssica: Sim. Mas quando eu falei do desejo, entenda ele como uma energia que nos leva a agir.

Entendo.


Jéssica: Mas não se preocupe que você já faz parte do meu novo projeto, para a comprovação da ausência de limites de uma rede cultural, ou de qualquer rede. Te conheci através da Caroll, que faz o curso, e você tem a tudo a ver com a minha proposta, que seria a globalização do regional.

Nossa. Fico feliz. E realmente espero que corra tudo bem na realização do seminário e dos demais projetos que vocês têm em mente.

Jéssica: Obrigada Manuh, espero você nos dias 17 e 18 de outubro sala Geraldo Freire. A programação será disponibilizada em breve, mas as inscrições já estão abertas na secretaria de cultura.


Clique abaixo e veja o vídeo de divulgação do Seminário de Cooperação e Gestão Cultural:

http://www.youtube.com/watch?v=5K9eaAEP3L0&NR=1

Mais informações? Envie um e-mail para:

cooperacaonorte@yahoo.com.br

3 comentários:

Ariadne Carvalho disse...

Espero que este seja o 1º de um numero infinito de seminários de Cooperação Cultural.
Sinto não ter estado tão presente, mas sei da importância do trabalho realizado pela "turma da cooperação".
O que puder para ajudar na divulgação deste maravilhoso evento!
Parabéns!

Caroll.. disse...

Yeeeee!
será o 1°evento realizado pela cooperação norte, 1° de muitos né Jééééééssicaaaa!?

Um aprendizado grandioso durante o curso, vou até colocar em prática com o zine.
=]

=*

nuh disse...

quero só ver hein carolinaa.